Uma das grandes vantagens do GIT sobre outras tecnologias de versionamento disponíveis no mercado é a possibilidade de criar repositórios locais que funcionam com praticamente todos os recursos que você teria num repositório online, podendo criar branchs, fazer commits diversos e tudo mais. Esse tipo de coisa é muito útil, principalmente quando você está apenas fazendo alguns experimentos e não deseja criar um repositório online só para controlar alguns arquivos que você possivelmente vai deletar no futuro.

Vamos imaginar este cenário para ilustrar uma integração muito legal do Visual Studio 2012 com o GIT. Antes de mais nada, você vai precisar verificar alguns requisitos do seu Visual Studio 2012.

  1. Visual Studio Update 2 (Um pacotão com uma série de novidades lançado no início de março deste ano 2013)
  2. Visual Studio Tools for Git (Uma extensão para o Team Explorer do Visual Studio que contextualiza o GIT dentro da IDE)

Se você não possui estes recursos devidamente configurados no seu Visual Studio 2012… já passou da hora de dar uma “tunada” nele. Então instala aí e vamos em frente.

Uma vez instaladas as extensões acima, sempre que você for criar um novo projeto e marcar a opção “add to source control” no canto direito da janelinha de criação de projetos (como na imagem abaixo) você verá uma nova tela intermediária.

marcar-add-sourcecontrol

Após clicar em “OK” ao invés de seguir para a tela padrão para conectar no TFS (procedimento normal antes da instalação das extensões), agora você será perguntado qual controle de versão deseja utilizar no seu projeto.

select-git

Vamos selecionar o GIT e clicar em OK para concluir a criação do nosso projeto. Neste ponto, algumas coisas começam a acontecer magicamente… logo após criar o projeto, o Visual Studio 2012 já inicializa um repositório local no diretório que você escolheu para o projeto. Você pode ver detalhes no console que é exibido imediatamente após a criação do projeto.

console-git

Para quem leu meu primeiro post sobre GIT aqui no blog, sabe que o maior desafio para quem está começando a usar o git e compreender toda a sequencia de comandos que são necessários para usar o prompt do GIT BASH. A extensão Tools For GIT, cria novos menus de contexto e personaliza completamente o Team Explorer com uma interface totalmente visual que executam todos os comandos básicos. Por exemplo, após fazer modificações no projeto, você pode submeter os arquivos alterados por você simplesmente clicando na solução com o botão direito do mouse, abrindo um menu de contexto e selecionar a opção “Commit”.

commit-context-menu

Quando você clica no “Commit” você irá visualizar o Team Explorer do GIT.

commit-teamexplorer

  1. Seletor de branch. Repare que você pode selecionar o branch onde deseja “commitar”.
  2. O comentário do commit também pode ser adicionado neste textbox. Procure ser descritivo e ao mesmo tempo direto… nada de bla bla bla.
  3. Esta é a parte mais importante. Nesta caixa de texto, você pode fazer pesquisas usando palavras chaves. Por exemplo: o “.” (ponto) equivale a TODOS OS ARQUIVOS. Se você colocar “*.cs” ele vai commitar somente os arquivos .cs que tiverem sido modificados.
  4. O resultado da sua pesquisa vai ser mostrado na lista e também no totalizador… no caso é um ponto, portanto todos os 82 arquivos criados serão submetidos no commit.

Assim que você preencher os dados, pode clicar em “Commit” e tudo será submetido para o repositório GIT local. No próximo post, vou mostrar como criar repositórios GIT no Team Foundation Service e conectá-los ao seu Visual Studio 2012. Até a próxima.