Esta publicação não tem como objetivo expor situações onde iremos aplicar as tecnologias em questão e sim um tutorial básico para iniciarmos a utilização das mesmas.

1 – Instalações:

Primeiro passo é instalar o docker em sua maquina:

Um ponto relevante é a versão do seu Windows, caso ele seja a versão abaixo da profissional no caso do Windows 10, não terá disponível o Hyper-V(tecnologia de virtualização baseada em Hypervisor).

Link para download: https://store.docker.com/editions/community/docker-ce-desktop-windows

Após a instalação o aplicativo ficará nesta situação para iniciarmos a utilização:

Segundo passo (Opcional): Instalar o git bash para facilitar a interação com os comandos docker.

Link para download: https://git-scm.com/download/win

Terceiro passo: Instalar uma ferramenta para auxiliar a visualização e manipulação dos dados no MongoDB.

Link para download: https://robomongo.org/download

Neste momento temos todas as ferramentas necessárias para inicializarmos o banco!

2 – “Levantando” o ambiente:

Primeiro passo: Execute o seguinte comando no bash  docker run -d -p 27017:27017 mongo

Este comando vai baixar a imagem do hub para sua maquina e irá executa-la, caso queira verificar as demais versões disponíveis acesse: https://hub.docker.com/_/mongo/

Segundo passo: Após a imagem “mongo” subir, conseguiremos conectar no banco através da porta 27017 no ip configurado para maquina docker virtualizada pelo hyper-v.

Inicialize o Robomongo e clique no botão “create” e insira as informações conforme imagem abaixo:

Pronto! Temos o mongoDB rodando e pronto para ser utilizado!

Na próxima vez irei disponibilizar um exemplo para conseguirmos manipular a base de dados a partir de uma aplicação .net.

Até logo!